skip to Main Content

ÚLTIMAS LIMA NEWS

Médico Pessoa Física Ou Pessoa Jurídica

Médico pessoa física ou pessoa jurídica, o que realmente vale a pena?

Após se formar e começar atuar profissionalmente, no caso de profissionais liberais como os médicos, tem a opção de tributar essas receitas através da pessoa física e também da pessoa jurídica. Agora qual é a opção que melhor se enquadra, no que tange a minimizar a carga tributária? Como profissional, a carga tributária será  menor ao fazer os recolhimentos através de uma pessoa jurídica. Veja como isso é simples e quais os benefícios ao adotar essa ideia!

Caso o profissional médico opte em trabalhar como empregado,  ou seja,   como Pessoa Física, seu salário sofrerá retenção na fonte, ou seja,  esse profissional irá receber sem proventos já descontado o Imposto de Renda (IR),  27,5% na fonte.

A melhor decisão, para profissionais liberais, como no caso do médico , é constituir uma empresa. O profissional médico, constituindo, por exemplo sua clínica, obterá um CNPJ,  a partir daí constituída a sua Pessoa Jurídica,  com isso alcançará uma série de benefícios, tanto a você, como profissional, e à sua clínica, como negócio.

Na parte tributária, se a sua clínica pessoa jurídica  faturar anualmente até R$360.000,00, ela será uma MICROEMPRESA,  podendo optar pelo SIMPLES NACIONAL, modelo que,  no caso de Pessoa Jurídica, é o mais em conta no que tange a economia de tributos. Existem também outras opções tributárias como Lucro Presumido e o Lucro Real, mas o importante no inicio é sempre buscar o apoio de um Contador para a melhor orientação e  escolha do melhor caminho. Porem

Outro ponto importante e em relação a Distribuição de Lucros ou Resultados. Apurado o balanço, descontadas todas as despesas e tributos, a distribuição de lucros entre os sócios é isenta de Imposto de Renda e de Contribuição Previdenciária.

Obrigações acessórias

  • Outro diferencial ao optar entre a pessoa física e a pessoa jurídica são as obrigações acessórias que devem ser apresentadas ao fisco.

Administração

  • Pessoa Jurídica: é indispensável a contratação de profissional da área contábil (normalmente escritórios de contabilidade), o qual fica encarregado por todas as apurações relacionadas aos impostos e obrigações acessórias.
  • Pessoa Física: é recomendável a contratação de profissional contábil, já que existem obrigações acessórias a serem cumpridas mesmo para as Pessoas Físicas.

Remuneração

Existem diversos fatores que podem intervir na decisão do médico na hora de optar entre estar na pessoa física ou constituir uma pessoa jurídica para praticar suas atividades. Porém,  como a tributação que hoje reflete na categoria tem sido um fator decisivo na escolha, e a maioria dos profissionais tem escolhido pela constituição de um Pessoa Jurídica.

Outro fato é que, mMuitas vezes o profissional médico opta por ser PJ, poderá ter ganhos de até 40% a mais do que quem está no regime da CLT, pois o valor negociado é revertido imediatamente na contratação, porém devemos alertar que a  Pessoa Jurídica paga até 20% de tributos e além disso,  para a PJ,  existem as obrigações acessórias, portanto muito cuidado.

E então, está em dúvida ainda em qual a melhor opção? Ou você ainda tem alguma nova questão?

Fique a vontade e  entre em contato com a Lima Contabilidade. Somos uma empresa contábil especializada na contabilidade para médicos.

Nosso trabalho é fazer com que você só se preocupe em exercer a medicina que é o seu negócio e não precise se preocupar com a contabilidade que é o nosso negócio!

Um abraço

Lima Contabilidade

Conte com a gente,

Literalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top